CoRI

CoRI

COORDENADORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Apresentação

Missão
Compete à Coordenadoria de Relações Internacionais (CoRI) a missão de internacionalizar a Universidade Estadual da Paraíba. A tarefa é, portanto, de mão dupla: promover a UEPB no Mundo e o Mundo na UEPB.

Princípios
A internacionalização de uma Universidade obedece à própria lógica constitutiva universitária: humanista, universal, cosmopolita. Assim, a partir da peculiaridade e identidade paraibana e nordestina, a UEPB se mostra pronta para partilhar seus saberes e experiências com as demais Universidades do mundo, abrindo suas portas, também, para outras vivências e aprendizagens. Destarte, as palavras-chave que regem nossa labuta – e que exemplificam alguns de nossos princípios – são: intercâmbio, solidariedade, cosmopolitismo, troca, partilha, respeito, direitos humanos.

Ações concretas
No que tange às ações concretas, a CoRI pretende promover o intercâmbio do corpo docente, discente e de profissionais administrativos de nossa Universidade com outras universidades estrangeiras; estimular a criação de grupos de pesquisa internacionais; fomentar projetos culturais e de extensão internacionais; estimular a qualificação e capacitação docente dos Professores em Universidades internacionais consagradas, etc.

Para tanto, a CoRI objetiva estimular o estabelecimento de Convênios e Acordos de Cooperação Internacional cujos fundamentos estejam calcados nas demandas e necessidades dos cursos de Graduação e Pós-Graduação da nossa Universidade. Neste sentido, a CoRI entende que um bom convênio é aquele feito a partir dos interesses concretos dos professores e professoras da UEPB.

Reconhecendo os processos diversos que intensificaram-se no sistema internacional nestas últimas décadas, como a intensificação das interações sócio-econômicas e a busca crescente por democratização de espaços políticos internacionais, observa-se a ascensão de novos temas e atores no cenário internacional. Desse modo, organizações internacionais, movimentos sociais transnacionais, empresas multinacionais, ONGs de caráter internacional, são atores que hoje têm relevo na arena internacional e que atuam de forma determinante na formulação e concretização de políticas diversas.

Consoante com essa realidade, a UEPB objetiva se tornar também um ator social internacional capaz de contribuir para uma série de questões internacionais, como: o problema da água no mundo, a mudança climática, o desenvolvimento latino e sul-americano, o problema da pobreza e da fome nas regiões em desenvolvimento, a promoção da cultura popular como expressão universal, etc.

Desse modo, a CoRI, buscando propiciar a assunção desta realidade legítima para a UEPB no cenário internacional pretende, com a ajuda da comunidade acadêmica, estabelecer contatos com Organizações Internacionais e Integrações Regionais, tais como: a Organização das Nações Unidas, a Organização dos Estados Americanos, a Organização Internacional do Trabalho, a Organização Internacional das Migrações, o MERCOSUL, a UNASUL, dentre outros.

Construindo o futuro
A tarefa é grandiosa e importante para a Universidade não só do ponto de vista moral, mas também do pragmático, conquanto as avaliações científicas do governo federal qualificam positivamente os cursos de Graduação e Pós-Graduação que estejam internacionalizados.

Dessa maneira, a grande tarefa de internacionalização da UEPB se impõe como uma necessidade, um imperativo de ação. É certo que ela deve ser feita de forma coletiva, isto é, por toda a comunidade da referida Instituição. Unindo esforços e com muita dedicação, continuaremos concretizando o sonho de fazer da Universidade Estadual da Paraíba uma Universidade de excelência, digna e social.